História da Galinha Vermelha

 Há muitos anos, no grande país do Canadá,os primeiros pioneiros começaram a construir casas e a preparar a terra para aplantação. Havia pouca gente na parte oeste do país, onde alguns fazendeiros eseus familiares moravam bem longe de seu vizinho mais próximo. No tempo daprimavera e outono, geralmente havia grandes incêndios nas florestas quecercavam as fazendas. Os fazendeiros faziam o possível para proteger suascasas, famílias e animais, mas às vezes havia desastres horríveis. Um diaquando o fazendeiro estava trabalhando a terra, sentiu cheiro de queimado. Logoo ar ficou escuro, cheio de fumaça, e o sol apareceu grande e bem vermelho.Ainda o incêndio estava longe, mas o fazendeiro sabia que possivelmentechegaria até a sua fazenda. Aquela noite não pode dormir, porque via as chamasde fogo dançando nos outeiros alguns quilômetros distantes. Chegou finalmente onovo dia, e agora o incêndio avançava com grandes pulos. Agora o fogo corria emdireção aos prédios da fazenda. Ele tinha derramado muita água na grama aoredor dos mesmos, mas agora tinha grande temor, porque parecia que o fogo iapular até a casa e destruir tudo. O fazendeiro era homem que tinha grande fé emDeus, e durante todo este tempo tinha dirigido petições ao Senhor para que osocorresse. E o Senhor o ouviu e respondeu. Quando as chamas iam pular até acasa ou até o feno no estábulo, o homem conseguiu apagá-las batendo nelas comum saco bem molhado e jogando-lhes água. Trabalhava incessantemente rogando oauxilio do Senhor. Finalmente, por quilômetros ao redor tudo estava carbonizadoe preto por causa do fogo. O fazendeiro não foi o único que viu o grande perigoquando o fogo avançava.
 Quando amãe galinha (que se chamava A Galinha Vermelha, por causa das suas penasvermelhas) viu as chamas pulando e avançando, chamou os seus pintinhos.“Clook,” “clook,” ela chamou e sabendo que havia algum perigo, os pintinhoschegaram correndo e se esconderam sob as largas asas da mãe. Todos ospintinhos se esconderam menos um. Ele não queria ouvir a chamada de sua mãe. Emvez de chegar a ela, ele correu mais longe.Logo as chamas correram ao redor dele e elemorreu. Depois depassar o fogo, o fazendeiro andou de lugar em lugar para ver se ainda haviacentelhas que podia causar fogo. Em alguns lugares ainda havia fogo ardendo.Ele avistou alguma coisa marrom, carbonizada. Oque seria? O homem foi ver; empurrou com o pé. Como ficouadmirado quando de debaixo daquela “coisa” saíram meia dúzia de pintinhos. Piu,piu, piu, pui, piu, piu… Chamavam suas vozinhas todas de uma vez. Agora, comreverencia, o homem examinou a coisa estranha. Era a Galinha Vermelha que tinhadado a sua vida para salvar os pintinhos.O fazendeiro tirou seu chapéu e ficou com a cabeçaabaixada, pensando, os pintinhos acharam refúgio sob as asas da GalinhaVermelha. Ela morreu para que eles pudessem viver. O fazendeiro pensava no fatode que também o Senhor Jesus morreu para nos dar a vida eterna.Ele morreu na cruz do calvário, sendo inocente,morreu por nós, tomando o castigo de nossos pecados.

O homem lembrou daspalavras de Jesus, quando chorava pelo povo de Jerusalém dizendo: “Quantasvezes quis eu ajuntar os teus filhos como a galinha ajunta os seus pintinhosdebaixo das asas e tu não quisestes” Os pintinhos acharam refúgio debaixo dasasas da galinha. Nós também podemos achar refúgio em Jesus, Aceitando-O comonosso salvador estaremos seguros, Ele perdoará os nossos pecados, cuidará denós nesta vida e um dia nos levará para o céu onde ficaremos eternamente. É umapena que hoje em dia há pessoas como aquele pintinho que não quis ouvir a vozda galinha, que correu mais longe e morreu. Quanto melhor teria sidoesconder-se debaixo das asas protetoras da mãe.

Espero que tenha gostado!
Deixe um recadinho e volte sempre!!!
 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s